O projeto

Balao

O que é?

O “Vitória Alfabetizada” vai garantir a alfabetização de jovens e adultos que não conseguiram participar do ensino regular na idade obrigatória. Nosso objetivo, com estas pessoas, é dar a oportunidade de ampliar seus conhecimentos do mundo, da cultura, da língua falada e escrita, e da matemática ampliando as perspectivas de inserção social. Queremos oferecer também especialização em empreendedorismo e/ou associativismo em parceria com algumas instituições, e facilitar o acesso dos participantes ao microcrédito para que eles desenvolvam ações empreendedoras.

As ações do projeto estão voltadas para uma meta: proporcionar aos jovens e adultos o efetivo direito ao conhecimento, por meio da alfabetização, possibilitando o acesso e participação no mundo letrado, contribuindo para a resolução dos problemas da vida cotidiana, para a melhoria da qualidade de vida, inserção no mundo do trabalho, e para o exercício da cidadania.

Como funciona?

Com as indicações, vamos criar uma base de dados da parte da população que não sabe ler e escrever e, com isso, ajudar a inserir estas pessoas na sociedade por meio da alfabetização.

A Prefeitura de Vitória, em parceria com o Governo Estadual e Federal, pretende erradicar o analfabetismo até 2016. Para isso vai oferecer um curso de 10 horas semanais e apoio pedagógico para turmas de até 25 alfabetizandos, de 15 a 59 anos de idade.

Os alunos receberão um certificado emitido pela Secretaria do Estado da Educação no final do curso, e terão assistência durante o projeto. Serão ofertados livros didáticos e material escolar para as tarefas cotidianas, como lápis, caderno, borracha, entre outros.

O que muda na vida da pessoa?

A Alfabetização acarreta um conjunto de benefícios em diversos setores:

Humanos – Estão ligados à autoestima, confiança e autonomia dos indivíduos.

Culturais – A alfabetização permite desafiar atitudes por meio do desenvolvimento da reflexão crítica.

Sociais – Com a alfabetização, as pessoas terão acesso a mais fontes de conhecimento sobre o bem-estar e prevenção de doenças.

Econômicos – Ligados aos retornos econômicos em termos da renda individual.

O que nos motiva a alfabetizar Vitória?

A alfabetização de jovens e adultos tem permeado de modo significativo as discussões em torno da educação para todos. O avanço dos debates tem estabelecido lugares de destaque nas políticas públicas de desenvolvimento econômico das nações. Nessa perspectiva, durante a Conferência de Dacar de 2000, firmou-se o chamado Compromisso de Dacar, estabelecendo metas a serem cumpridas pelos países signatários até 2015.

Consciente da quantidade ainda expressiva de pessoas que não sabem ler e escrever, a Prefeitura Municipal de Vitória assumiu, com o auxilio do Governo Estadual e Federal, o compromisso de reduzir a taxa de analfabetismo a partir do desafio de universalizar a Educação Básica, priorizando a população de 15 a 59 anos, com o Projeto “Vitória Alfabetizada”. Nossa meta é, até 2016, reduzir consideravelmente o analfabetismo entre cerca de 4.000 jovens e adultos.

O Projeto Municipal pressupõe a adesão ao Projeto Vivendo e Aprendendo/Programa Federal Brasil Alfabetizado, regulamentado por meio de Resolução CD/FNDE Nº 44, implicando no aporte de recursos financeiros com a devida contrapartida estadual.

Por que é importante a pessoa ser alfabetizada?

O direito à alfabetização está por natureza ligado ao direito à educação. É um instrumento essencial para o desenvolvimento pessoal, social, econômico e político do cidadão. O Governo Federal, desde 2003 vem desenvolvendo o Projeto Brasil Alfabetizado (PBA) objetivando a mudança na vida de milhões de pessoas jovens e adultas com a descoberta do mundo do conhecimento e da cidadania.

Como convidar uma pessoa a entrar no projeto?

Convidar alguém a se alfabetizar é simples. Basta mostrar tudo o que será possível fazer depois de aprender a ler e a escrever.

Dá para buscar motivações demonstrando a independência e as possibilidades de crescimento pessoal e profissional, apresentando meios escritos de comunicação para exemplificar a quantidade de informação que ela está perdendo. O importante é mostrar que as horas passadas nas aulas do projeto não são desperdiçadas. Que todo o esforço vai valer a pena.

Mostre também, que não se deve ter vergonha de estudar, mesmo depois de adulto. O respeito da sociedade depois da alfabetização vai compensar qualquer constrangimento. Um ponto que deve ser ressaltado para quem não sabe ler é que o projeto vai auxiliar o aluno alfabetizando a entrar no mercado de trabalho.